Heróis e solidariedade transformam o dia das Crianças da Abrace

Se as crianças não vão até a festa, a celebração vai até elas
Publicado dia 27/10/2020 às 15h55min

O mês de outubro é um dos períodos mais aguardado pelas crianças. Brinquedos e toda a diversão que há no mês, enchem os pequeninos de grandes expectativas e muita ansiedade. Para as crianças e adolescentes da Abrace, que há 34 anos luta contra o câncer infantojuvenil, não é diferente. Todos os anos, a Instituição realiza uma festa cheia de amor e carinho com a ajuda de vários parceiros e da população de Brasília, mas devido à pandemia de Covid-19, e os assistidos fazerem parte do grupo de risco, a festa foi cancelada. A Gessilene Rodrigues de 42 anos, mãe da Amanda de Rodrigues 10 anos, acolhida da instituição desde 2014, que enfrenta uma Leucemia, compreende que o mais importante é a saúde da Amanda e já explicou para a filha. “Ela gosta muito da festa da Abrace, não ficou feliz, mas entendeu.”

Mas a Amanda e as outras crianças não ficaram tristes, a corrente do bem em prol da qualidade de vida dos assistidos aconteceu novamente. A celebração foi até as crianças levando pizza, suco e um livro de atividades, gibis, além de lápis de colorir que alegraram a data.

A ação só foi possível com o apoio de parceiros como: Instituto Heróis do Bem, através do projeto De Herói para Herói, acostumados a visitar leitos de hospitais vestidos de super-heróis para alegrar pacientes, doaram um conjunto de itens contendo lápis de cor, apontador, gibi e folha para colorir, além de encaminhar uma linda carta para às crianças feitas pelos heróis mais famosos do planeta. O voluntário Roberto Nogueira e o Sabin também apoiaram o evento. A Pizza César, mesmo com a dificuldade que o setor de alimentação enfrenta por causa da pandemia de coronavírus, não conseguiu ajudar na totalidade, mas com parte do valor de custo do produto e o Instituto BRB nos apoiou pagando o valor da pizza, todo o esforço para tornar a data possível e especial.

Rafael Brais de Castro, jornalista e dono do canal @opapaidelas, foi quem articulou a vinda do projeto Heróis do Bem para Brasília e, assim, os outros parceiros completaram o kit do dia das crianças. “Conheci o Instituto Heróis do Bem em 2019, quando tive contato com o trabalho maravilhoso que eles fazem com as crianças em tratamento contra o câncer. Quando eles lançaram o projeto "Cartas - De Herói Para Herói"; em São Paulo, entrei em contato com o Rogério Ferroni, presidente da ONG, e pedi para trazer a iniciativa para Brasília. Com o sinal positivo, comecei a pensar nos parceiros e, também, na instituição que poderia me ajudar a viabilizar esse sonho. O primeiro nome que veio à cabeça não poderia ter sido outro: a Abrace, que tem uma experiência incrível nesse ramo e desenvolve um trabalho de excelência na assistência social para crianças e adolescentes com câncer. Nenhuma outra entidade merecia mais ser a beneficiada com esse projeto da ONG Heróis do Bem.”

O kit Festa do Dia das Crianças da Abrace começou a ser distribuído a partir do dia 08 até o dia 21 do mês de outubro. Foram entregues nas casas das famílias assistidas aqui do DF e Entorno. Maria Angela Marini, presidente da Abrace contou sobre a ação e a importância de realizar alguma atividade para as crianças nesta época. As comemorações do Dia das crianças fazem parte do calendário anual de festividades da Abrace. Essa comemoração da data traduz o carinho e cuidados que a Instituição tem com seus assistidos e é um momento especial no qual oferecemos diversão, brincadeiras, passeios, almoço especial para ajudá-las sentir a alegria de ser criança. É uma pausa no tratamento de câncer ou no de hemopatias, os quais alteraram a rotina de viver a Infância, diferente de outras crianças. O que não faltará é diversão e alegria! Viva a criança e saúde a todas!”

Entrega dos kits

Em Santo Antônio do Descoberto no Goiás, há 51,08 quilômetros de Brasília, Ana Lourdes Nunes de 43 anos, mãe do Samuel Gonçalves, de 4 anos e também do assistido, João Pedro Gonçalves de 7 anos, que enfrenta a Anemia de Fanconi, contou que devido à dificuldade financeira e da pandemia não conseguiria nem sair com os filhos para celebrar a data, ela ficou agradecida com a atitude. “Para a gente, essa ação é muito boa! Nós não poderíamos proporcionar nada a eles. ” Ela também falou do prazer que os filhos sentem

em visitar a Instituição. “ As crianças gostam tanto da Abrace que queriam ir lá passear nesse dia, mas sabemos que não tem como, e que o mais importante agora é a saúde.”